Painel de Notícias

Entenda qual a importância do seguro viagem

NeoCâmbio

 

Fazer uma viagem demanda muita preparação. Além de planejar a data com bastante antecedência e pesquisar bastante para encontrar os melhores preços e as condições mais favoráveis, estar prevenido contra acidentes, problemas de saúde e vários outros possíveis transtornos durante o período é fundamental. Ainda mais quando se trata de uma viagem ao exterior, já que em destinos internacionais os planos de saúde brasileiros não têm validade e a burocracia diplomática pode gerar muitos problemas.

Para atender essa demanda, existe o seguro viagem. Na prática, ele opera como um plano de saúde temporário e funciona como garantia para indenizações de diversos tipos de acidentes. Como qualquer ser humano está sujeito a passar por imprevistos, o seguro viagem é uma exigência tanto para quem já está acostumado a pôr o pé na estrada quanto para quem está, literalmente, em sua primeira viagem.

Muitas pessoas, entretanto, acabam deixando de contratar o seguro para fazer economia. O grande problema é que, dessa forma, caso haja algum incidente em território estrangeiro, caberá ao próprio viajante a responsabilidade de custear todo o atendimento necessário (consultas, transporte de ambulância, internações, medicamentos), já que a maioria dos países no exterior não atende gratuitamente os estrangeiros em suas redes de saúde.

Logo, o que pode parecer uma economia na hora de planejar a viagem, acaba saindo muito mais caro se algum imprevisto acontecer. Nos Estados unidos, por exemplo, uma despesa médica pode facilmente chegar a USD 10.000. Vale lembrar que os benefícios do seguro viagem não se limitam somente ao atendimento médico. O plano também pode ser acionado para casos de extravio de bagagens, assistência jurídica, remarcação de passagens, entre outras eventualidades – é preciso ficar atento à apólice contratada.

Em muitos casos, o seguro viagem é obrigatório ao viajante. Alguns destinos sequer permitem a entrada de turistas que não tenham um seguro viagem. É o caso dos países da comunidade europeia, por exemplo, onde o Tratado de Schengen estabelece a obrigatoriedade da Assistência Viagem para turistas, com o valor mínimo de 30.000 euros para garantir assistência médica em caso de doença ou acidente. Austrália, Cuba e Venezuela também são exemplos de países que exigem modalidades específicas de seguro viagem para aceitar a permanência dos turistas.

“Existem dezenas de modalidades de contratos fornecidas pelas seguradoras na hora de venderem o seguro viagem. O usuário precisa estar atento aos detalhes para garantir o melhor serviço”.

Segundo os especialistas, é importante sempre contratar o seguro com uma vigência de pelo menos dois dias a mais da data prevista para o fim da viagem. Essa estratégia pode ser crucial para o caso de atrasos e cancelamentos de voos e oferece ao viajante a garantia de que, se imprevistos acontecerem durante esse período, ele permanecerá assegurado pela cobertura do serviço.

Onde e como contratar o seguro viagem?

Betton Seguros.

Com navegação intuitiva e simplificada, o usuário é direcionado com poucos cliques às páginas das seguradoras mais confiáveis e respeitadas do país. Em poucos minutos, o viajante pode escolher a origem, o destino e a duração da viagem, o número de passageiros cobertos pelo seguro e a modalidade do pacote a ser contratado.

Depois de alguns instantes, a apólice estará pronta e será enviada ao e-mail do usuário cadastrado durante a contratação. Uma equipe de profissionais credenciados fica à disposição para o esclarecimento de possíveis dúvidas. Depois disso, é só seguir o planejamento e aproveitar a viagem com mais tranquilidade, conforto e segurança.

Betton Seguros.